top of page

Nota Política: "Qual o Efeito da Solidariedade ao Povo Palestino?"

Ato amanhã 29/10 em defesa da paz na Palestina!

O povo Palestino não perdeu a esperança, a resistencia continua, nós também não devemos perde-la! Camaradas, confira os horários e apareçam no ato amanhã, vamos intensificar o apoio a resistencia do povo Palestino!
 

Israel caminha para a implementação de uma “solução final”. Não podemos permitir que haja condições para uma ofensiva total e arrasadora de Israel sobre a Faixa de Gaza.


Assim com a guerra da Ucrania, está guerra não se trata apenas de uma guerra militar comum. Vivemos um momento de guerras hibridas, aonde a narrativa da guerra se assume como um instrumento fundamental do processo. O pais que tem a narrativa, tem a legitimidade e toda atitude contra o "inimigo" é válida.


Israel buscou desde o início do conflito (e com o apoio da midia hegemonica ocidental), por um lado transmitir a narrativa de que essa guerra era simplesmente o "combate ao terrorismo", o combate ao "grupo terrorista" Hamas, aonde Israel estaria sendo vitima desses grupos, e por outro lado em criar o medo nos povos cortando as comunicações em Gaza justamente para instaurar o panico dentro e fora, generalizar o sentimento de derrota ou fatalismo da resistencia do povo Palestino, que se penetraram em até alguns setores da esquerda...


Na realidade, estamos vendo a epopeia da Tempestade Al-Aqsa levada a cabo pela resistência palestina em Gaza que marcou um marco qualitativo na luta nacional palestina que se estende por mais de um século em busca dos seus legítimos direitos históricos à liberdade, independência e autodeterminação.


É imperativo revolucionar a situação de apoio e solidariedade a resistencia palestina. O papel da solidariedade internacional neste novo momento é fortalecer as condições para o prolongamento da ofensiva palestina. Os comunistas são pela autodeterminação dos povos, a derrota da causa palestina representaria a derrota de toda a classe trabalhadora mundial e uma vitória do imperialismo.


Por isso precisamos comparecer nos atos de solidariedade e apoio a luta do Povo Palestino.


Mas como a solidariedade vai de fato ajuda-los? Se trata de disputar a narrativa, e mostrar, com manifestações que estão acontecendo em todos os cantos do globo de que a classe trabalhadora não comprará a narrativa sionista, que mesmo que alguns tenha padecido pela propaganda sionista, nós não vamos se confundir e estamos dispostos e sair as ruas para defende a causa Palestina.


O povo Palestino não perdeu a esperança, a resistencia continua, nós também não devemos perde-la! Camaradas, confira os horários e apareçam no ato amanhã, vamos intensificar o apoio a resistencia do povo Palestino!


Do Coletivo,

28/10/2023.

 

Referencias:



 


Comments


bottom of page